Paciente agoniza no Santa Catarina por irresponsabilidade do governo

30/05/2020 às 14:52

No hospital Santa Catarina, uma paciente de 35 anos, gestante, deu entrada na unidade na última terça-feira (26). Com suspeita de Covid-1 e muito cansada, foi preciso fazer uma cesária, já que ela tava com 32 semanas de gestação. Feito o parto, o bebê foi encaminhado para a UTI neonatal e a mãe permaneceu no centro cirúrgico aguardando uma vaga na UTI. No Santa Catarina foi feito o teste rápido que confirmou a Covid-19 na mãe. Acontece que na quarta-feira, essa mãe de 35 anos precisou ser entubada, mas até hoje espera na sala de cirurgia, porque não tem vaga de UTI pra ela. Até apareceu uma vaga no sistema de regulação, mas a Liga, que tem leitos para pacientes com Covid-19 contratados pelo estado, não aceitou receber a paciente por ela ter dado a luz há pouco tempo. Ou seja, como é que um hospital de referência, pelo menos é pra ser, para gestantes ou puérperas com suspeita ou confirmadas da Covid-19, não possui leitos disponíveis? Como é que o segundo maior hospital público da rede estadual em Natal só tem 10 leitos, sendo que só 1 é de isolamento? Quer dizer que quem precisar do leito de isolamento, como é o caso dessa senhora, vai ter que contar com a sorte e quem já está nesse leito isolado também. Vão ter que se confrontar? Quanta irresponsabilidade. Estamos falando de vidas e vidas precisamos manter! Não é possível que as mentiras deste governo custem mais uma vida nesse estado, assolados e assombrado já por um secretário, que tenta a todo custo, através de mentiras, causar uma série de mortes na população. Governo irresponsável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Acessar Enquete






PERFIL

Gosta de comentar fatos do cotidiano do Brasil e do Estado nas suas redes sociais.