Pastor assume vaga no Senado por passaporte diplomático

21/07/2021 às 19:57


O presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Sergipe, pastor Virgínio José de Carvalho Neto (DEM-SE), assumiu um mandato no Senado durante o recesso congressual para garantir um novo passaporte diplomático e usá-lo em viagem ao Iraque.

Desde a última sexta-feira (16), ele ocupa a vaga da senadora Maria do Carmo (DEM-SE), de quem é 2º suplente. A congressista tirou licença de saúde de 120 dias, mas ambos afirmaram ao Poder360 que ela só ficará afastada até o substituto “regularizar” seu documento de viagem do Itamaraty.

Segundo Carvalho, a titular também havia relatado a ele que a licença vinha em “boa hora” para ela descansar. Maria do Carmo que perdeu o marido, o ex-governador de Sergipe João Alves Filho, em maio de 2020. “Desde que ele morreu, ela não teve tempo de fazer nada“, disse o líder religioso.

Sobre o passaporte diplomático, o pastor Virginio Carvalho disse que foi convidado por uma organização internacional que trabalha em países “anticristãos” para viajar para o Iraque no fim de agosto. Alegou que não representará apenas a Assembleia de Deus, mas cristãos de todas as denominações.

“Fui convidado pelo meu histórico de trabalho. Desde 1974, fazemos trabalhos pela Assembleia de Deus em vários países. Em Madagascar quando o comunismo tomou conta, no Vietnã, Laos, Tailândia, Indonésia e, hoje, trabalho muito no oeste da África“, declarou.

Dados do Senado mostram que tanto o líder religioso quanto sua mulher, Rosa Angelica Santos de Carvalho, têm passaportes diplomáticos emitidos em 30 de novembro de 2016 e válidos até 29 de novembro de 2021.

Questionado pelo Poder360 sobre por que seria necessário um novo documento de viagem, o pastor Virgínio respondeu que muitos países só permitem a entrada de estrangeiros cujo passaporte tenha validade até, no mínimo, 6 meses depois do fim da viagem. O novo passaporte, se o Itamaraty emiti-lo, teria validade até o fim do mandato, no começo de 2023.

A data de emissão dos documentos mais recentes do pastor e de sua mulher coincide com o único outro período em que o 2º suplente assumiu o atual mandato da chapa de Maria do Carmo, de 16 de outubro de 2016 até o fim daquele ano.

O pastor nega, no entanto, que só tenha exercido o cargo para obter o passaporte diplomático. Disse que a senadora teve um problema de saúde naquela época.

Em seu perfil no Instagram, o líder religioso anunciou na terça-feira (20) que está exercendo “temporariamente” o mandato no Senado. Apesar de ter dito ao Poder360 que Maria do Carmo reassumirá assim que ele obtiver o documento especial do Itamaraty, o pastor escreveu que continuará “desenvolvendo o excelente trabalho” da titular.

“Ciente da responsabilidade para com Deus, País e nosso querido Estado, continuarei desenvolvendo o excelente trabalho que já é feito por minha querida amiga, senadora Maria do Carmo.”

A senadora respondeu: “Sergipe conhece sua história e sabe do seu compromisso com o bem-estar do nosso povo. Desejo que Deus ilumine suas decisões nessa missão difícil, mas muito gratificante. Seja bem-vindo!”

Poder 360


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Acessar Enquete





PERFIL

Gosta de comentar fatos do cotidiano do Brasil e do Estado nas suas redes sociais.

Whats do Gustavo Whats do Gustavo