Prefeitura e Sebrae realizam mapeamento dos negócios ligados ao turismo

06/08/2022 às 05:06


A Prefeitura de Natal e o Sebrae-RN firmaram uma parceria para mapear e identificar os negócios ligados ao segmento do turismo na capital do Rio Grande do Norte. O Objetivo é reunir informações estratégicas para o setor, identificando suas potencialidades, segmentos mais rentáveis ou que necessitam de impulsionamento através das políticas públicas visando a inovação e sustentabilidade. A proposta de mapeamento foi apresentada e discutida entre as equipes técnicas do Sebrae e da Secretaria Municipal de Turismo de Natal (Setur) e na próxima semana tem início a capacitação das equipes que atuarão em campo para coleta de informações e pesquisa junto aos donos dos empreendimentos. 
 
A ideia é, ao final, compor um inventário, capaz de reunir informações estratégicas para o setor. Serão visitados os meios de hospedagem, agências de turismo, operadores de viagens, receptivos turísticos, bares, restaurantes e negócios de alimentação fora do lar, casas de espetáculos e de entretenimento, cinemas, teatros, lojas de artesanato dos bairros, e serviços de bugueiros de Natal e oferta de day use, além de demarcar as principais zonas turísticas da cidade.
 
Entre os destinos mais buscados do país, Natal chega a registrar, segundo dados do Ministério do Turismo, em torno de 1,1 milhão de embarques e desembarques de outras regiões do Brasil e outros 27,8 mil internacionais, antes do período da pandemia. “Embora esses dados sejam acessíveis ao grande público, existem lacunas e dados para se atualizar, principalmente saber o que mudou nesses dois anos em que o setor sofreu com a pandemia”, comentou o titular da Setur, Fernando Fernandes. “O diagnóstico será fundamental para que possamos saber o tamanho do negócio turismo na cidade e, consequentemente, ações para fortalecer o setor e, ao mesmo tempo, formar parcerias para melhoria desses produtos”, explica.
 
O gestor do projeto de Turismo do Sebrae-RN, Yves Guerra, disse que a pesquisa possibilita traçar um perfil de quem aposta nesse setor para abrir um negócio e já opera no segmento. “Esse tipo de levantamento é muito estratégico porque, a partir das informações, poderemos mensurar a representatividade do turismo na economia natalense”, explica. 
 
Serão levantados dados e informações de empresas formais de setores e bairros previamente definidos pelas equipes técnicas, como empregos gerados, faturamento bruto, arrecadação gerada para o município e o estado, número total de leitos disponíveis e unidades de meios de hospedagem.







Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *










PERFIL

Gosta de comentar fatos do cotidiano do Brasil e do Estado nas suas redes sociais.

Publicidade Publicidade