Após silenciar diante de onda de assaltos, governadora foca em caso específico para conseguir apoio político

14/09/2021 às 08:21


Imagem noticia-detalhe

A governadora Fátima Bezerra silenciou diante da onda de assaltos que atinge o RN há alguns meses, com direito a perseguição e troca de tiros nas ruas. Nesta segunda (13), porém, o silêncio diante da violência acabou porque Fátima viu uma chance de tirar dividendos políticos ao anunciar combate a um caso específico. 

Essa situação específica é a de Portalegre, onde um comerciante teria amarrado e espancado um jovem a quem acusava de crimes. O que fez Fátima entrar nesse caso? O fato do comerciante ser classificado como "apoiador de Bolsonaro" e o jovem ser quilombola. 

Diante disso, a possibilidade de sair como paladina da justiça, para Fátima, falou mais alto e a governadora rompeu o silêncio. No Twitter, disse que não aceitaria esse tipo de crime. 

Todos os crimes deveriam ser combatidos com rigor e força. O problema é que eles são minimizados como "dias atípicos".




21 respostas para “Após silenciar diante de onda de assaltos, governadora foca em caso específico para conseguir apoio político”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *








PERFIL

Gosta de comentar fatos do cotidiano do Brasil e do Estado nas suas redes sociais.

Whats do Gustavo Whats do Gustavo