Suspeito de ajudar fugitivos de Mossoró é preso em pousada na Praia do Futuro, em Fortaleza

03/04/2024 às 06:47


Mais um suspeito de ajudar os dois fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, foi preso no Ceará. O homem foi localizado pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado no Ceará (Ficco) em uma pousada na Praia do Futuro, em Fortaleza, na última segunda-feira (1º).

As buscas por Deibson Cabral Nascimento, conhecido como 'Tatu', e Rogério da Silva Mendonça, o 'Martelo', que envolvem forças federais e estaduais do Rio Grande do Norte e do Ceará, já somam 48 dias, nesta terça-feira (2). Mais de 600 agentes de segurança, entre policiais militares, civis, federais, penais e rodoviários federais, além da Força Nacional, foram empregados na operação para recapturar os primeiros fugitivos da história do Sistema Penitenciário Federal.

A Polícia Federal (PF) divulgou a última prisão na noite de segunda-feira. Conforme a PF, a Ficco cumpriu um mandado de prisão preventiva pelo crime de integrar organização criminosa contra um homem de 25 anos, que estava em uma pousada na Praia do Futuro, em Fortaleza. Policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) participaram da ação. A ordem judicial foi expedida pela 8ª Vara Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

A Ficco é composta por Polícia Federal, Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), Polícia Militar do Ceará (PMCE), Polícia Civil do Ceará (PCCE), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen), Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) e Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização do Ceará (SAP).

A reportagem apurou, com fonte da PF, que o suspeito preso se trata de João Victor Xavier da Cunha, natural de Baraúnas (Rio Grande do Norte). Ele é comparsa de Nícolas Rodrigues Alves, conhecido como 'Homem de Pedra' ou 'Deputado', que já havia sido preso pela Ficco em Fortaleza, no dia 8 de março deste ano. A dupla é suspeita de integrar uma facção criminosa carioca que tem atuação em todo o Brasil.

'Deputado' - como chefe da facção com atuação em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) - e o comparsa João Victor movimentaram uma rede de apoio dentro da facção carioca para tirar Deibson Nascimento e Rogério Mendonça da região de Mossoró, que fica próximo à divisa com o Ceará.

PRISÕES CONTRA REDE DE APOIO AOS FUGITIVOS

João Victor Xavier da Cunha é o oitavo suspeito de ajudar os fugitivos do presídio de Mossoró a ser capturado. Entre os outros presos, está um homem detido no Rio Grande do Norte que pegou um carro no Ceará e passou para o outro Estado; e o irmão de Deibson, Johnney Weyd Nascimento da Silva.

Além de dois mandados de prisão, também foram cumpridos mandados de busca e apreensão no Ceará, relacionados à investigação da primeira fuga da história do Sistema Penitenciário Federal de Segurança Máxima. 

A Polícia Federal realizou buscas, com ordens judiciais, em imóveis localizados em Aquiraz e em Quixeré, no Ceará, contra suspeitos de participar da rede de apoio aos fugitivos. Materiais foram apreendidos, para colaborar com a investigação. Uma pessoa acabou presa em flagrante, por posse de drogas, em Aquiraz.

"Essa facção tem tentáculos aqui (no Ceará) e lá (no Rio Grande do Norte). Existem células na região de divisas, inclusive em Aracati. E Mossoró fica ao lado. Basta um celular para eles ligarem para alguém e colocarem uma logística em prática. A rede de apoio entra em cena, aparece um recurso para um esconderijo, suprimentos. Os fugitivos não conseguiram sair da área porque não conseguiram furar o bloqueio policial. Seria muita ousadia correr um risco tão alto", analisa uma fonte da Inteligência da SSPDS, em entrevista ao Diário do Nordeste.

Diário do Nordeste

0 resposta para “Suspeito de ajudar fugitivos de Mossoró é preso em pousada na Praia do Futuro, em Fortaleza”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *
banners_footer Mais cabelo Março 2024 Mais cabelo Março 2024